Editora Abril fecha 10 revistas, entre elas ELLE e Boa Forma

Em meio à crise do mercado editorial brasileiro, o Grupo Abril, o maior e um dos  mais tradicionais do Brasil, anunciou ontem o encerramento de dez publicações. Entre os títulos extintos: Cosmopolitan, Elle, Boa Forma, VIP, Viagem e Turismo, Mundo Estranho, Arquitetura, Casa Claudia, Minha Casa e Bebe.com. As revistas Veja, Exame e Claudia foram poupadas, pelo menos por enquanto. Além desses títulos, também a edição regional da Veja para o Rio de Janeiro, a Vejinha Rio, deixará de circular a partir desta semana após 27 anos.

capa-elle-com-logo-leve-580x764 1661349-giovanna-antonelli-posou-de-biquini-para-950x0-2

17630046_10154551755809072_2730216543666863963_n

É inegável a importância da revista ELLE no crescimento e amadurecimento da cultura fashion brasileira. Em seu Instagram, a ELLE publicou um comunicado que relembra um pouco desta linda história de amor à moda.

“Comunicamos que a Editora Abril, que detém os direitos de licenciamento da Elle no Brasil, decidiu descontinuar a publicação do título a partir deste mês, tanto no impresso quanto no online. Desde que chegou ao Brasil, em 1988, a Elle revolucionou o mercado editorial com sua linguagem inovadora, sua moda jovem e irreverente, seu lifestyle luxuoso e ao mesmo tempo, acessível. Durante esses 30 anos, formou grandes profissionais, lançou e ajudou a consolidar a carreira de inúmeros fotógrafos, modelos e estilistas.

Saiu na frente ao ser a primeira revista de seu segmento a ter um site, a ganhar uma edição digital para tablets, a produzir conteúdos em vídeo e a estar presente em todas as redes sociais. Elle também foi pioneira ao ser a primeira revista de moda brasileira a defender liberdades individuais, a falar de feminismo, a se posicionar sobre questões de gênero e a dar cada vez mais espaço para a diversidade. Cumpriu seu papel de fazer um jornalismo de moda sério, moderno e engajado, compartilhando com sua audiência valores fundamentados em respeito, empatia e humanismo. Soube capturar como nenhum outro título o espírito de seu tempo e virou referência no mercado editorial brasileiro. Publicou capas histórias que foram aclamadas por aqui e internacionalmente.

É com tristeza, mas sobretudo com muito orgulho, que a equipe se despede de seus leitores com a edição de agosto, que está nas bancas e fala de sustentabilidade na moda e nas relações, além de trazer belíssimas imagens registradas na Amazônia.

Agradecemos imensamente a todos aqueles que nos acompanharam até aqui. ”
capa-elle-cindy-crawford-marco-1993 capa-elle-marco-2000-1